Dicas para criar reconhecimento de marca

Dicas para criar reconhecimento de marca

Imagine que as pessoas possam reconhecer a identidade da sua empresa em um piscar de olhos. Ou mais precisamente: me sinto bem quando a vejo. Nada mal, não é? A estratégia de identidade de marca visa colocar sua marca na mente dos consumidores de forma positiva.
E você já pensou em quão importante são as marcas em nosso cotidiano? Você assim como eu fiquei surpreso quando soube que Cotonete, na verdade, é uma marca de hastes com pontas de algodão? E a Gilette que é mais usada para falar de lâminas de barbear? Sem falar em grandes marcas como Apple que causam impacto e criam tendências!

E a sua marca? Ela consegue criar impacto no público atende? Quer saber como tatuar sua marca no coração das pessoas que você atende? Venha comigo e acompanhe essas dicas maravilhosas!

1. Comece a criar uma TRIBO! E tenha PROPÓSITO.
É isso mesmo, pessoas gostam de se identificar, de pertencer a algo. Quando a Apple lançou fones de ouvido brancos enquanto todos os outros eram pretos e você caminhava na rua observava do outro lado alguém com fone de ouvido branco, você criava uma identificação, um pertencimento. Crie PROPÓSITOS, identifique seu público alvo e crie autoridade, se posicione, se sua marca não representar aquilo que seu público busca e espera, você nunca vai criar uma clientela fiel e que recomenda seu produto/serviço. Um exemplo é a Adidas, que atende um público diversificado, mas que têm em comum o amor pelo esporte.

2. Preocupe-se com a imagem que você está passando
O uso de cores e formas tem grande impacto na hora de reconhecer sua marca. A identidade visual da sua marca é um reflexo do que você quer comunicar, é um dos pilares que movimenta sua relação com o cliente ou público. Sua imagem deve ser a mesma em todos os meios, sejam físicos ou virtuais, assim você gera uniformidade e passa confiança para novos clientes! Lembre-se que vai ser pela marca que as pessoas irão te lembrar, assim como um sinal de “certo” representa a NIKE, sua marca deve lembrar exclusivamente de você.
Considere não apenas a comunicação verbal, mas também a comunicação não verbal. Todos os elementos que compõem a marca transmitem uma mensagem.

3. Crie estímulos e gere curiosidade
Desde o princípio da humanidade, a curiosidade fez com que nos tornássemos o que somos hoje. Sua marca não deve ser somente visual, criar estímulos diretos sensoriais irá fazer com que crie essa curiosidade e interesse. A curiosidade não mata o gato, mas gera cliques! (hehe) O mais importante sempre é criar experiências, isso faz com que seu público sempre volte. E claro, mantenha-se atualizado para sempre criar  experiências

 

4. Estabeleça seus objetivos!
Não se pode entrar no meio de marcas consolidadas sem um objetivo (ou vários), esse é o início do fim. Saber quem você é, quem quer atender, como e onde quer chegar é essencial e deve ser estabelecido logo de início! Agregue valor a sua marca, deixe marcas, crie impacto, gere emoção e comoção, crie um papel importante no meio social ao qual atua, estabeleça onde sua marca deve ser reconhecida.

Essas são somente algumas dicas para você começar a trabalhar o branding da sua marca. Junto a isso não se esqueça de focar em conteúdo nas suas redes sociais, gere valor e foque sempre no longo prazo, criando um pouco de autoridade com seu público alvo dia, após dia!

Valeeeeeu, até a próximaaaaaa!

Compartilhe isto!