Como funciona o pagamento por aproximação?

Como funciona o pagamento por aproximação?

A pandemia do novo coronavírus fez com que muitos hábitos fossem repensados e alterou profundamente a maneira como a sociedade consome e interage. Por medo de contaminação, cada vez menos o uso de dinheiro em espécie é utilizado e cresce o volume de pagamentos feitos via cartão de crédito e pagamento por aproximação.

Em abril de 2020, a consultoria Kantar em parceria com a Visa divulgou um estudo que aponta que 41% dos consumidores preferem usar cartões de débito e crédito durante a pandemia. Uma pesquisa da RTi Research, realizada nos Estados Unidos, mostrou que em março deste ano, 30% dos consumidores usou pela primeira vez um método de pagamento por aproximação e 70% deles aprovaram o método. Já o estudo realizado pela Mastercard em 2020 apontou que as transações sem contato cresceram duas vezes mais rápido que as transações regulares nas categorias de mercearia e drogarias durante fevereiro e março. Segundo a empresa, 79% dos entrevistados em todo o mundo optaram por pagamentos sem contato, citando a segurança e a limpeza como fatores principais.

Cada vez mais os consumidores preferem pagar sem contato por medidas de segurança

Cada vez mais os consumidores preferem pagar sem contato por medidas de segurança Fonte:  Pexels 

Como utilizar?

Pagar uma compra por aproximação é fácil. Pode ser utilizado um cartão de débito ou crédito que tenha a tecnologia, ou por meio de smartphone, smartwatch ou pulseira que tenham a tecnologia NFC (Near Field Communication, ou comunicação por campo de proximidade) habilitada.

Para verificar se seu cartão disponibiliza essa opção, procure pelo símbolo que se parece com o ícone de wi-fi de lado. A máquina do estabelecimento também terá o símbolo acima da tela, identificando a possibilidade de pagamento por aproximação.

O limite para compras segue o valor estabelecido pelo cartão do consumidor, mas alguns cartões estabelecem limites para uso da senha. O Nubank, por exemplo, permite que compras até R$ 50 sejam efetuadas por aproximação sem a necessidade da senha do cliente. Acima desse valor é necessário tocar a maquininha para concluir a transação.

Mesmo que o cartão de crédito ou débito não ofereça a possibilidade de compra sem contato, é possível usar um smartphone para realizar a operação. O Google Pay, para usuário do Android, e Apple Pay, para usuários iOS, podem ser usados em smartphones que tenham a tecnologia NFC. Basta baixar o aplicativo e incluir o cartão de crédito desejado, seguindo as instruções.

Tecnologia permite limitar contato durante compras

Tecnologia permite limitar contato durante comprasFonte:  Google/Reprodução 

Com o cartão cadastrado, basta ativar a função NFC do celular ou smartwatch e aproximá-lo da maquininha de cartão do estabelecimento. Se aprovada, a compra será realizada e um aviso será enviado para seu aparelho. Caso o valor da compra supere o limite estabelecido pela empresa, será necessário digitar a senha.

Facilidades e segurança

Algumas cidades, como São Paulo, por exemplo, já permitem o pagamento por aproximação em determinadas linhas de ônibus. Como o valor da passagem em geral não pede uso de senha, isso torna o embarque mais rápido e o usuário não precisa se preocupar em ter o dinheiro da tarifa ou o cartão específico para embarcar.

Linhas de ônibus já aceitam pagamento por aproximação no Brasil

Linhas de ônibus já aceitam pagamento por aproximação no BrasilFonte:  In Press/Divulgação 

Apesar de seguro, esse método pede alguns cuidados do usuário. Durante o Carnaval no Brasil, por exemplo, algumas operadoras recomendaram que os clientes desabilitassem a função de pagamento por aproximação. Pois, em caso de perda ou furto do cartão, compras abaixo de R$ 50 poderiam ser feitas sem a necessidade da senha.

 

Fonte: Tecmundo

Compartilhe isto!